Inovação Pedagógica

FAQ











Orientações

Com o objetivo de melhorar os indicadores de sucesso do 2.º ciclo no que se refere à conclusão das dissertações ou trabalhos de projeto nos prazos previstos, solicitou-se o desenvolvimento das funcionalidades ‘Orientação’ e ‘Autorizar a entrega’ no Fénix.

A funcionalidade ‘Orientação’ tem como objetivo consolidar a relação orientador-orientando, de forma a potenciar o sucesso da conclusão do trabalho final de mestrado, promovendo a monitorização do seu progresso ao longo do ano, através do registo periódico das sessões de acompanhamento (presenciais ou à distância) por parte do orientador, com possibilidade de visualização destes registos por parte do estudante.

A autorização da entrega da dissertação/trabalho de projeto também já se encontra desenvolvida no Fénix sob o descritivo ‘Autorizar a entrega’. Desta forma quando o estudante se dirige aos serviços para entregar a sua dissertação ou trabalho de projeto do mestrado, os serviços confirmam no Fénix que esta está em condições de ser entregue, sem necessidade de se apresentar a declaração assinada pelo orientador.

Acesso às novas funcionalidades

Para aceder à funcionalidade ‘Orientação’ no Fénix:— Portal ‘Docência’
— Selecionar no menu lateral esquerdo: ‘Gestão de orientações’ -> ‘ Orientações’
— Selecionar ‘Ver’ disponível na mesma linha do estudante pretendido
— Selecionar ‘Criar’ para introduzir uma nova sessão de acompanhamento
Na criação de nova sessão deve indicar:
— Tipo de sessão (presencial ou à distância)
— Resumo
— Data

Para aceder à funcionalidade ‘Autorizar a entrega’ no Fénix:
— Portal ‘Docência’
— Selecionar no menu lateral esquerdo: ‘Gestão de orientações’ 
— Selecionar ‘Autorizar a entrega’ disponível na mesma linha do estudante pretendido

Desenvolvimentos

O Gabinete de Desenvolvimento de Sistemas de Informação (GDSI) encontra-se atualmente a desenvolver novas funcionalidades que esperam simplificar o registo da dissertação/ trabalho de projeto, e substituir o papel como via de formalização deste processo. 

Até estas novas funcionalidades estarem devidamente implementadas mantém-se a necessidade do preenchimento do formulário de registo da dissertação/trabalho de projeto por parte do estudante e da sua entrega, devidamente assinada pelo orientador e, a existir, pelo coorientador, nos Serviços de Gestão de Ensino (SGE). 

Da mesma forma, a entrega da dissertação/trabalho de projeto continua a ter de ser feita nos serviços, omitindo-se apenas a necessidade da entrega da declaração do orientador, que confirma que a mesma está em condições de ser defendida. Esta declaração é substituída pela funcionalidade ‘Autorizar a entrega’ que está disponível no portal ‘Docência’, à qual o orientador deve aceder quando concordar com a entrega da dissertação/trabalho de projeto.

Perguntas frequentes

1. É possível listar as orientações em curso, concluídas e interrompidas através da aplicação de filtros na página ‘Orientações’?
Não. Atualmente a página ‘Orientações’ arruma a informação de acordo com a relação entre o docente e o estudante listado – se orientador, coorientador ou júri – mas não permite ainda aplicar condições que possibilitem arrumar a informação dentro destas categorias. Esse é um desenvolvimento que está pedido, e que será implementado assim que possível.

2. É possível exportar a informação listada na página ‘Orientações’ para Excel, ou aquela relativa às sessões de acompanhamento para Excel ou PDF?
Não. Atualmente não existe nenhuma ferramenta de exportação, mas esse é um desenvolvimento que está pedido, e que será implementado assim que possível.

3. É possível a um orientador inserir sessões de acompanhamento antes da dissertação/trabalho de projeto ter sido registada nos serviços?
Não. Alguns docentes referem que, até o estudante registar a dissertação/trabalho de projeto, há um trabalho muito intenso de definição do tema, sugerindo por isso que estes momentos de discussão sejam registados. No entanto, estes momentos de discussão podem não resultar numa orientação, por exemplo, com o docente a sugerir o acompanhamento por parte de outro colega. Assim, antes do registo da dissertação/ trabalho de projeto, e portanto da aceitação formal da orientação por parte do orientador, não é possível inserir no sistema qualquer informação uma vez que, para todos os efeitos, a orientação não está ainda em curso.

4. É possível a um orientador inserir sessões de acompanhamento fora do calendário letivo, i.e. antes ou depois do início das aulas?
Não. O sistema Fénix está parametrizado para seguir o calendário letivo, não sendo por isso possível inserir sessões de acompanhamento antes do início das aulas. Este facto decorre também de um outro que será brevemente implementado no sistema, e que tem que ver com a validação anual obrigatória do registo. Em breve, os estudantes que se inscrevam segunda e terceira vez no 2.º ano, vão ser obrigados a validar o registo para que o mesmo se mantenha ativo. Não se encoraja por isso que as sessões de acompanhamento ocorram antes do estudante se inscrever e validar o registo da sua dissertação/trabalho de projeto.

5. É possível a um orientador apagar do sistema dissertações/trabalhos de projeto que já não orienta?
Não. Os orientadores podem identificar os casos de estudantes que já não orientam, mas cujo registo se mantém associado a si na página ‘Orientações’, para o Gabinete do Acesso e Sucesso no ensino superior (GAS), sucesso@iscte.pt. De qualquer forma, a validação do registo é uma funcionalidade que espera mitigar este problema, na medida em que vai permitir atribuir a figura ‘interrupção temporária dos estudos’ aos estudantes cuja validação anual do registo não seja feita, desaparecendo desta forma da listagem do orientador.

6. É possível a um orientador inserir uma observação sobre a assiduidade do estudante quando este não comparece às sessões de acompanhamento agendadas?
Não. Por enquanto o sistema apenas permite o registo das sessões de acompanhamento, mas um campo de observações é um desenvolvimento que está pedido, e que será implementado assim que possível. Para os casos em que o estudante, injustificadamente, não compareça a duas, ou mais, sessões de acompanhamento, o orientador pode pedir ao Gabinete do Acesso e Sucesso no ensino superior (GAS) para tentar estabelecer o contacto com o orientando e perceber o motivo da não comparência.

7. O Grupo de trabalho para o Sucesso Académico (GSA) aconselha que o registo das sessões de acompanhamento não seja inferior a cinco, ao longo do ano a que se refere a inscrição na dissertação/trabalho de projeto. O sistema está preparado para registar até um máximo de cinco sessões, ou este número pode ser largamente ultrapassado?
O sistema está preparado para acolher tantos registos quantos os necessários, já que não impõe limite ao número de sessões que o orientador pode criar. O número ‘cinco’ é apenas indicativo do número mínimo de sessões que devem ocorrer durante o ano a que se refere a inscrição na dissertação/trabalho de projeto.

8. O orientador deve usar a nova funcionalidade como uma plataforma de comunicação à distância com o orientando, já que esta permite o upload de ficheiros?
Não. O sistema não tem capacidade de armazenamento das versões da dissertação/ trabalho de projeto que, durante a orientação, vão sendo trocadas entre o orientador e o orientando e, por isso, não é possível dizer que a nova funcionalidade pretende substituir o email ou outras ferramentas de comunicação à distância. O upload de ficheiros existe para que o orientador possa guardar uma ata da sessão havida com o estudante.

9. O sistema permite notificações quando são atualizados dados relativos a uma orientação ou despoleta alertas para a ativação da funcionalidade ‘Autorizar a entrega’?
Não. Atualmente o sistema não despoleta quaisquer alertas. Todas as atualizações à orientação podem ser consultadas pelo estudante e o orientador no Fénix, mas não existe um email que notifique as partes. A funcionalidade ‘Autorizar a entrega’ não está parametrizada para notificar o orientador, na medida em que se reporta a uma decisão das partes que, até agora, era do conhecimento dos serviços, quando o estudante entregava a sua dissertação/trabalho de projeto e anexava a declaração de aceitação do orientador. Com a introdução da nova funcionalidade, os serviços deixam de exigir esta declaração em papel, passando a confirmar no sistema se o orientador concordou com a entrega da dissertação/trabalho de projeto.
Video Center 40 Anos iscte-iul associação de estudantes clube iscte-iul loja online